:::: MENU ::::

Quem foi Nicolau?

Nicolau nasceu em Patara, cidade da Ásia Menor, por volta do ano 250. Seus pais eram muito ricos e cristãos fervorosos. Desde criança Nicolau era uma pessoa com virtudes, para a vida espiritual e para a caridade. Quando se mudou para Mira na atual Turquia, no século IV desenvolveu o costume de fazer doações anônimas, tanto em dinheiro quanto em roupas e alimentos para viúvas, pobres e necessitados. (CIUPA, 2002).

Com o falecimento de seus pais, ele como único herdeiro, pegou todas as riquezas, mas não guardou nada. No episódio mais famoso envolvendo suas ações caridosas com o próximo, o jovem durante a noite deixou sacos de ouro nas janelas das casas de três garotas, que por diversas circunstancias foram obrigadas a se prostitui, Nicolau fez isso para que assim essas moças pudessem mudar de vida. (LIMA, 2016).


Dizem que ele colocava presentes para crianças em sacos e os jogava dentro das chaminés à noite, para serem encontrados por elas pela manhã. Dessa tradição veio a sua fama de amigo das crianças. Mais tarde, ele foi incluído nos rituais natalinos no dia 25 de dezembro, ligando Nicolau ao nascimento do Menino Jesus. (ESPARZA, 2016).


Nicolau e sua trajetória religiosa

O seu reconhecimento era grande pelo homem bondoso e caridoso que era, sempre tinha como prioridade ajudar o próximo. Quando jovem, não se importava com diversões e vaidades, mas preferia participar das atividades da igreja, diante disso, tornou sacerdote, onde exerceu seu ministério com muito amor, dedicação na evangelização e conversões dos pagãos. (CIUPA, 2002)

Depois de algum tempo propagando sua fé com muita devoção foi consagrado bispo de Mira, onde desenvolveu também seu apostolado na Palestina e no Egito. Tempos depois, durante as perseguições do imperador Diocleciano, Nicolau foi aprisionado até a época em que foi decretado o Edito de Constantino, sendo finalmente libertado. (ESPARZA, 2016)


Legado de São Nicolau

São Nicolau faleceu em 6 de dezembro do ano 326, na cidade de Mira. Seu túmulo tornou-se local de grande peregrinação. Mais tarde seus restos mortais foram transportados para a cidade de Bari, Itália. Lá, até hoje, suas relíquias são motivo de grande veneração. O culto a São Nicolau propagou-se por toda a Europa. (O GLOBO, 2017).

Ele é o santo padroeiro da Rússia, da Grécia e da Noruega. Na Armênia ele é padroeiro dos guardas noturnos. Em Bari, na Itália, ele é padroeiro dos coroinhas. Em Portugal ele é padroeiro dos estudantes. Além disso, ele também é padroeiro da comunidade ucraniana presente no município de Roncador-PR, a qual tem muito amor e devoção por esse santo tão querido e bondoso. São Nicolau também é conhecido como protetor dos marinheiros e comerciantes, como santo casamenteiro e principalmente como um grande amigo das crianças.

Nicolau vem de nikos, que significa vitória, e de laos, “povo”, isto é, “vitória do povo”. Sua festa é comemorada no dia 6 de Dezembro, data de seu falecimento, logo no início do advento. Devido a sua trajetória de milagres também ficou conhecido como São Nicolau Taumaturgo (taumaturgo é a capacidade de um santo de realizar milagres). (PASCÁSIO; LEÔNCIA, 2017).

A sua figura bondosa e caridosa, símbolo da fraternidade cristã, mantém-se viva e impressa na memória de toda a cristandade. Agora, também na da humanidade toda, porque perpetuada através dos comerciantes nas vestes de Papai Noel nos países latinos, de Nikolaus na Alemanha e de Santa Claus nos países anglo-saxões. Mesmo sob falsas vestes, são Nicolau nos exemplifica e recorda o seu grande amor às crianças e aos pobres e a alegria em poder servi-los em nome de Deus. (PASCÁSIO; LEÔNCIA, 2017).


Tradição que persiste até os dias atuais

Atualmente, a figura do Papai Noel (São Nicolau) está presente na vida das crianças de todo mundo, principalmente durantes as festas natalinas. É o bom velhinho de barbas brancas e roupa vermelha que, na véspera do Natal, traz presentes para as crianças que foram obedientes e se comportaram bem durante o ano. Ele habita o Polo Norte e, com seu trenó, puxado por renas, traz a alegria para as famílias durante as festas natalinas. Como dizem: Natal sem São Nicolau não é mesma coisa.

No município de Roncador no Paraná São Nicolau é o santo padroeiro da comunidade ucraniana ali presente. Antes mesmo de iniciar o mês de dezembro os preparativos para a grande festa em louvor ao santo já começam a ser organizados. São realizadas novenas, missas, procissões, festa na comunidade, mas o marco principal para a comemoração desta data tão importante para os morados deste lugar, é a realização do teatro de São Nicolau. São realizados nove dias de novena, também chamadas de “AKAFIST”, com intuito de pedir proteção e agradecer as graças recebidos, em meio a esse período é realizada a festa tradicional do padroeiro na cidade, e para coroar as novenas e todas as comemorações acontece então o tão esperado teatro.

Na noite do dia 05 de dezembro, data que antecede o dia do santo, os jovens e as religiosas da comunidade preparam uma peça teatral na qual contam as principais histórias que envolvem São Nicolau, destacam cenas que trazem seus atos de caridade, amor, e compaixão ao próximo, assim como sua relação de afeto com as crianças. Ao final da encenação há a entrega de presente do santo para as crianças, presentes estes previamente adquiridos pelos pais.

Os mais velhos da comunidade dizem que é uma singela forma de homenagear e lembrar quem foi São Nicolau, principalmente a fim de mostrar para as crianças a importância do padroeiro e do seu legado cheio de sentimentos bons, como fé, amor, devoção, caridade e bondade. E que esse é o verdadeiro sentido e espirito daquele quem chamam de Papai Noel no natal.


CURIOSIDADES

Oração a São Nicolau

“Deus, Todo-Poderoso, atendei às nossas preces e aceitai que Vos adoremos, prestando homenagem a São Nicolau, Sede bendito e louvado, eternamente, pelos dons que concedestes a esse Vosso Santo, e por nos haver dado São Nicolau com nosso protetor.São Nicolau, protegei-me contra os perigos do mar. São Nicolau, guiai-me.São Nicolau, socorrei-me.”

(Rezar um Pai-Nosso e uma Ave-Maria).

Como nasceu a imagem do Papai Noel a partir das vestes de São Nicolau

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu primeiramente na Alemanha, e a partir daí espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom ou verde escura. Em 1886, o cartunista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.

Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.

Nos dias de hoje, a figura do Papai Noel está presente na vida das crianças de todo mundo, principalmente durantes as festas natalinas. É o bom velhinho de barbas brancas e roupa vermelha que, na véspera do Natal, traz presentes para as crianças que foram obedientes e se comportaram bem durante o ano. Ele habita o Polo Norte e, com seu trenó, puxado por renas, traz a alegria para as famílias durante as festas natalinas. (PASCÁSIO; LEÔNCIA, 2017).

REFERÊNCIAS

Arqueólogos acreditam que corpo de São Nicolau ainda esteja na Turquia. O Globo, 04 de outubro de 2017. Disponível em: https://oglobo.globo.com/sociedade/historia/arqueologos-acreditam-que-corpo-de-sao-nicolau-ainda-esteja-na-turquia-21907042
CIUPA, E. Roncador terra da fé. Livreto impresso, 2002.
ESPARZA, D, Z. 5 coisas que você não sabia sobre São Nicolau, o “Papai Noel”. Aleteia, 23 de dezembro de 2016. Disponivel em: https://pt.aleteia.org/2016/12/23/5-coisas-que-voce-nao-sabia-sobre-sao-nicolau-o-papai-noel/
LIMA, J, D. A história de São Nicolau, o bispo que “virou” o Papai Noel. Sempre Família, 23 de novembro de 2016. Disponível em: http://www.semprefamilia.com.br/a-historia-de-sao-nicolau-o-bispo-que-virou-o-papai-noel/
PASCÁSIO, P; LEÔNCIA. São Nicolau. Franciscanos, 05 de dezembro de 2017. Disponível em: http://www.franciscanos.org.br/?p=59708
Fale com a gente: Contato